ImprimaisrazaoUniplacasDella

Sobre

Narbal Andriani Junior, nasceu na cidade de Tijucas, Estado de Santa Catarina, Brasil. Desde muito cedo mostrou um interesse especial sobre viagens de aventura, inspirado principalmente nas viagens de carro do seu pai país afora. No inicio dos anos 90 descobriu um meio de transporte muito mais interessante, que nao limitiva suas percepcoes e sensacoes entre vidros e lata. Algo que fazia-o sentir mais intensamente os cheiros, sons e cores, que possibilitava exprimir seu desejo de liberdade ao maximo : a bicicleta. Seria sua eterna companheira de viagens, abrindo-o um horizonte sem limites. Assim, começou a empreender viagens de bicicleta pelo sul do Brasil viajando sempre por caminhos secundarios, só, algumas acompanhado, buscando cada vez mais a intensidade, a verdade dos lugares por onde passava. E quanto mais aprofundava-se em recantos escondidos, daqueles que não figuram em mapas, mais inquietava-se, mais queria saber, mais queria crescer. Nesta ânsia crescente, nesta infinita espiral, foi que junto com mais dois amigos, concebeu o Projeto RACA (Rota Austral Chile Argentina). Uma viagem exclusiva de bicicleta desde o norte do Chile, até o extremo sul do continente americano, na cidade argentina de Ushuaia. Percorreram, de setembro de 1996 a abril de 1997, aproximados 7,5 mil quilômetros, seguindo por caminhos secundarios dentro das possibilidades, longe da agitação urbana, mais em paz consigo mesmo. Viveram a hospitalidade oferecida nos lugares percorridos, ora por pessoas, ora pela grande Mãe Natureza. Adquirira assim uma doença incuravel: a eterna busca pelo crescimento espiritual. Na procura por uma cura, um antídoto ou apenas um remédio que amenizasse a inquietude provocada por este mal, empreendeu, no inicio de 1999, junto com um de seus companheiros de viagem no Chile, o Projeto Pedala Brasil. Juntos, pedalaram mais de 20.000 kms durante 8 meses por boa parte dos parques nacionais brasileiros. Convicto de que o crescimento humano passa por condivir experiencias, deu inicio ao que viria ser outra de suas grandes paixoes: a escrita. Assim atraves de dois web sites, servicos em jornais e revistas especializadas, alem de um livro publicado sobre a experiencia sul americana, comecou a traduzir para os outros a maravilha que se e ver o mundo em cima do banco de uma bicicleta. Entretanto, seu mal manteve-se sobre controle nos seis anos seguintes, sob o efeito forte, intenso e prolongado que o mar, o tão sábio mar, provocou em sua vida. Exercendo a profissão de oceanógrafo, uma profunda interiorização o serenou por um certo tempo. Porém, no início de 2006, não houve outra escolha. Tinha de continuar a busca, expandir-se, viver e dividir novamente. E assim nasceu o Projeto Eurovias e a incrivel viagem pela Africa. Uma viagem de bicicleta de 35.000 kms pedalados, 32 paises percorridos em dois continentes. Na Europa, verificar empiricamente e atraves de encontros oficiais com autoridades locais, como a tematica “bicicleta como meio de transporte” vem sendo tratada, e as alternativas encontradas para resolver o atual problema do inquinamento automotivo mundial. Na Africa, uma profunda viagem de descobrimento e ajuda ao continente mae da humanidade. Descobrimento amparado pela simpatia e atracao provocada pelo meio de transporte mais ecologico e amigo ja inventado, e pela ajuda fornecida ao trabalho voluntario e de assistencia humanitaria que ali vem sendo desenvolvido. Em realidade, uma tentativa de quebrar um pouco os tao conhecidos e limitados esteriotipos ocidentais de fome, doencas e guerras, que na verdade em nada refletem a complexa e fascinante realidade africana

Christiane Mueller, natural da cidade de Blumenau, uma inriquieta, bela, inteligente e precoce crianca chamava a atencao de professores e amigos, quer seja pela capacidade convicente de interpretacao, quer seja por seus poemas e textos, naturalmente escritos, incrivelmente inspirados. Como nao podia ser diferente, seguiu seu destino, aceitou sua alma peregrina. Depois de um periodo essencial e transformador no teatro, desde os tenros 9 ate aos ja maduros 21 anos de idade, Chris, decidira expandir seus limites, conhecer o mundo, buscar a si mesma. Entre erros e acertos, viajou pelo mundo durante 9 anos, morou nele, caminhou por ele. E assim, com suas pernas, fez o conhecido caminho peregrino de Santiago de Compostela, Espanha. Apartir dele, uma nova historia comecara. A eterna luta entre a fuga e a busca ficara mais forte, quase incontivel. Assim naturalmente veio Machu Pichu, no Peru. Porem, ah porem alguem que nasceu para ser sempre exclamacao jamais poderia contertar-se como virgula. E com esta enorme luz, ilumindando sempre seu caminho, sua busca, decidi dividir com os outros suas experiencias, suas viagens, suas aventuras. Assim idealiza, produz e apresenta o programa televisivo de sucesso Intransit, transmitido em grande parte das emissoras do Vale do Rio Itajai, com enorme sucesso de publico e critica. Baseado em experiencias proprias da apresentadora com esportes radicais e de aventura, Intrasint foi ao ar em 14 episodios. Porem, a agitacao, a correria, e porque nao dizer a loucura do cotidiano somada a sua inquietude natural, tornam-se um fardo, um peso que nao pode mais carregar. Iluminada, parte na incessante busca do seu verdadeiro eu. Entre praticas e retiros yogues, visualiza uma luz no fim do tunel de incertezas que a recobre. Decidida a retirar-se em um mosteiro, algo um tanto bizarro aos ouvidos de quem a conhece, encontra atraves de uma busca de 4 meses em uma comunidade no Vale do Matutu (regiao sul de Minas Gerais), utilizando plantas sagradas indigenas, o sendero que tanto procurava, o utopico caminho para encontrar sua essencia. Atraves do resgate de seus valores e principios fundamentais, amadurecida a ideia, decidida, opta em definitivo pela busca da sabedoria ancestral junto as comunidades indigenas, certa de que atraves do contato e da troca com os donos primitivos e originais de nossa terra, pudemos viver mais em paz e harmonia com outros, com o mundo e principalmente consigo mesma.